QUAL A MELHOR ANÁLISE DE SILHUETA?

silhueta

Olá, Consultora! Tudo bem?

Hoje quero falar de um assunto do qual recebo muitas perguntas todos os dias: a análise de silhueta.

Muitas Consultoras, recém-formadas ou já há bastante tempo no mercado, me questionam sobre qual o melhor método de análise de silhueta ou qual o método que eu uso. Já começo dizendo para você que não tem método melhor ou mais eficiente, mas existe o método que melhor se encaixa na SUA Consultoria, no SEU trabalho e com a SUA cliente.

A análise de silhueta, em si, pode ser feita por meio de alguns métodos que são o da fita métrica, o das varetas e do gráfico (produzido com os dados das medições feitas pelo desenho do corpo da cliente em tamanho natural, esboçado em um papel colocado em frente a ela, em uma parede). Essa análise é feita para identificar qual o biótipo físico da sua cliente (triângulo, triângulo invertido, retângulo, oval ou ampulheta). Mas sabia, Consultora, que nem sempre identificar o biótipo da sua cliente é essencial para ajudá-la a transformar sua imagem?

Eu, particularmente, gosto de trabalhar com a sensação da cliente com seu próprio corpo, ou seja, entender e analisar como a cliente percebe o próprio corpo. Sempre peço que minhas clientes se coloquem em frente ao espelho e identifiquem as partes do corpo que elas mais gostam e aquelas que elas não gostam tanto. Não é uma situação agradável para grande parte das clientes, mas isso ajuda muito a entender como transformar, não só a imagem delas como, também, a maneira com que elas enxergam o próprio corpo. Quanto maior for a consciência da cliente sobre o próprio corpo, maiores e melhores serão os resultados do nosso trabalho.

Já atendi muitas clientes que diziam, no início da Consultoria, que não gostavam de absolutamente nada do seu corpo. No decorrer do trabalho, valorizando os pontos fortes dela (identificados por mim) e camuflando algumas regiões que mais as incomodavam, essa visão começou a mudar. Aquela imagem “horrível” que ela via no espelho, passou a mostrar algumas coisas boas e bonitas que não tinham sido notadas até então. Quando isso começa a acontecer, Consultora, é como mágica. A cliente se reconhece e se identifica naquele corpo que é dela, passa a valorizar cada vez mais pontos fortes e, a partir daí, a transformação flui naturalmente.

Sempre digo que o trabalho da Consultoria de Imagem e Estilo vai muito além do look. Temos o dever de desconstruir essa ideia de “corpo perfeito”, evitando comparações do corpo da cliente com corpos de outras pessoas. Lembre-se, ela é ÚNICA e isso que a torna bela. Portanto, o biótipo físico, aqui, é o que menos importa. Identificados os pontos fortes da cliente, a mudança na sua imagem começa a partir da valorização desses pontos e a camuflagem daquilo que não a agrada tanto naquele momento. Por isso que reforço a necessidade de conhecer sua cliente a fundo, pois só assim você poderá entender o que ela pensa e sente e, mais ainda, o que você pode fazer para ajudá-la a melhorar tudo isso.

Portanto, Consultora, independentemente do tipo de análise de silhueta que você vai usar, não se esqueça de que sua cliente tem desejos e necessidades e, atendê-los torna o seu trabalho gratificante, transformador e especial!

Lembre-se: Consultora que reconhece sua cliente como única e especial é uma Consultora de sucesso!

Divida suas experiências comigo! Deixe seu comentário!

Um Super Beijo

Lilian Jordão

0 Comentário

ENVIE SEU COMENTÁRIO:

Seu e-mail não será publicado *

Comentário *




5 − dois =