Comportamento e Consumo de Moda

consumo

Olá, tudo bem Consultora?

Hoje trago um assunto muito importante para todas nós que usamos a moda como ferramenta de trabalho. Quero conversar com você sobre Comportamento e Consumo de Moda: A moda é a tendência de consumo da atualidade, ela integra o simples fato de usar uma roupa ou acessório a fatores maiores, ela faz com que cada indivíduo defenda uma causa, expresse sua opinião e diga ao mundo um pouco do que ele pensa e acredita.

Por que ficamos desconfortáveis com a nossa própria aparência? Por que quando olhamos alguém que sua vestimenta não está coerente com o que ela transmite nos incomoda tanto? Tais questionamentos nos mostra um conflito na mente do consumidor na busca de um estilo único de encontro as necessidades de reconhecimento de si próprio, criando um pensamento reflexivo sobre a importância da moda em nossa sociedade.

Desde os primeiros dias da humanidade, homens e mulheres têm sido conscientes de sua aparência. Encontrar um parceiro, amigo, ou sucesso nos negócios, a imagem pessoal é um fator muito importante, são facilitados por uma aparência agradável. Não me diga que você nunca julgou um livro pela sua capa!

Todos nós usamos bens de consumo, especialmente roupas, para dizer aos outros quem somos. As pessoas se vestem para agradar, para impressionar, para atrair, para se destacar, para protestar… Na verdade, o vestuário é o mais importante dos bens de consumo, quando se trata de expressar a personalidade de alguém.

A moda aparece como um elemento mediador entre o homem e a cultura. A partir do século XX, com as ideias de Freud, o vestuário assume um papel importante na constituição da identidade. As roupas demonstravam uma abordagem filosófica e moral, servindo como acessório para a luta pela liberdade e contra a subjugação. Na religião, por exemplo, a vestimenta é emblemática, apoiando-se em preceitos comuns a todos os fiéis. Os muçulmanos acreditam no pudor prescrito pelo islamismo e, por isso, impedem a exposição do corpo feminino.

A moda, como imitação, cria o presente social. Como distinção, ela é um bem simbólico. A elite, pensando no consumo e nos hábitos de distinção social, tem um acesso aos bens de prestígio, aqueles que trazem status, distinguindo-os da massa. Essa ideologia, apoiada no desenvolvimento tecnológico e da ciência, resultou na sociedade atual, regida pelos padrões de consumo.

Ao longo das décadas, a moda tem sido alvo de avanços como forma de manifestação e expressão revolucionária. Além disso, as formas de se vestir têm servido como aspecto fundamental para a identidade do indivíduo pós-moderno. Materiais, cores, formas, e texturas estabelecem a trajetória social e falam sobre a personalidade de cada um.

Segue abaixo um vídeo muito interessante do estilista Ronaldo Fraga falando um pouco sobre esse tema:

Gostou? Tem alguma dúvida ou sugestão para compartilhar comigo sobre Comportamento e Consumo de Moda? Entre em contato ou comente abaixo.

Lembre-se: Consultora confiante e informada é consultora bem-sucedida!

Um Super Bjo

Lilian Jordão

2 Comentários

2 Comentários em Comportamento e Consumo de Moda

  1. Talita Staszczak
    15 de junho de 2016 às 11:23 (1 ano atrás)

    Gosto muito de suas publicações, me permite refletir mais.

    Responder
  2. Cristiane Barros
    16 de junho de 2016 às 13:53 (1 ano atrás)

    Muito interessante a matéria. É sempre relevante fazer esse contraponto entre moda e comportamento, pois essa abordagem confere a mesma um aspecto que transcende o simples consumo apenas baseado na vaidade.

    Responder

ENVIE SEU COMENTÁRIO:

Seu e-mail não será publicado *

Comentário *




onze + dois =